Será que vale a pena?

Hoje fiz um comentário no Facebook a respeito da minha inquietação com as demandas e prazos de alguns compromissos: dissertação de mestrado pra concluir, artigo a ser iniciado e outro a ser concluído, previsão de participação em um congresso em Florianópolis, e outro em Buenos Aires, ainda este ano. É claro que somam-se a estes, outros compromissos, com trabalho, estudos e demandas pessoais e familiares. Uma amiga perguntou-me então se isso tudo vale a pena, e confesso que tenho me feito a mesma pergunta todos os dias.

Acompanho com atenção e preocupação nas últimas semanas a forma com que vêm sendo conduzidas algumas iniciativas que contribuem para a desmoralização e a desvalorização dos professores. Trago aqui apenas dois exemplos que ilustram essa realidade:

O primeiro deles é o edital de contratação de professor com doutorado pela Faculdade de Educação da USP, com salário desproporcional para um docente com esse nível de formação.

usp

A segunda situação, ainda mais grave, é a do edital do IFTO – Instituto Federal do Tocantins, que abriu processo seletivo para Professor Voluntário. De acordo com o termo de adesão do Professor Voluntário, este deverá exercer gratuitamente as funções de um professor universitário: “A(s) atividade(s) a ser(em) desenvolvida(s) pelo Professor Voluntário consistirá(ão) em ensino, pesquisa, extensão, orientação de TCC, participação em banca”. O termo também define, em sua Cláusula 3ª, que “As atividades realizadas pelo Professor Voluntário não serão remuneradas e não gerarão vínculo empregatício ou funcional com o IFTO, nem obrigação de natureza trabalhista, previdenciária ou afim, conforme prevê a Lei 9.608/1998”.

ifto

A questão é: Não vai virar rotina professores serem contratados com salário desproporcional ao seu nível de formação ou reduzido ainda mais para além do pouco que já recebem? Não vai virar rotina Instituições de Ensino Superior públicas abrirem edital convocando professores voluntários? E mais, quem são os que se sujeitaram a estas duas vis ofertas, a da USP e a do IFTO? Quem é o professor que se sujeita a trabalhar de graça tendo que abraçar ensino, pesquisa, extensão, orientação de TCC e participação em banca?

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s