Requião e a TVE

Há poucos dias muito se falou, principalmente nos meios de comunicação, sobre o fato de a Justiça ter proibido o governador Roberto Requião de usar a TV Educativa do Paraná para pronunciamentos. Esqueceram de divulgar que a TVE daquele estado tem o segundo maior índice de audiência do País entre as TVE’s estaduais, perdendo apenas para a TV Cultura de São Paulo. Esqueceram também de comentar que é uma das emissoras públicas que mais recebeu investimentos de seu governo nos últimos anos, tanto na área técnica quanto na qualificação e contratação de profissionais. A Paraná Educativa atualmente apresenta resultados mais que satisfatórios, conseguindo até 16% de audiência naquele estado em determinadas ocasiões. Possui uma programação variada, com grandes temas, debates, entrevistas, tendo um programa gravado direto de Brasília, o Papo Capital. E a nossa TVE RS, o que acontecerá com a mesma?

(Também publicado no Jornal do Comércio de Porto Alegre em 15 de janeiro de 2008)

3 comentários sobre “Requião e a TVE

  1. Olá Christian,
    Parece-me uma decisão acertada da Justiça não ter permitido o uso da tv educativa do Paraná pelo tal governador do estado. Sempre acreditei que a integridade de uma rede de televisão se desse pela ausência de uma ou outra ideologia partidária; uma vez que isso demonstra seriedade e imparcialidade na comunicação da notícia ou escolha da programação.
    Outro fator que para mim permanece uma incógnita é o apoio que a Tv Cultura aqui de São Paulo vem recebendo nos últimos anos das iniciativas privadas. Além de uma alteração substancial na programação, que causa divergências quando a vantagens de tais mudanças, inseriu-se propagandas, anúncios comerciais, nunca antes vistos nos usuais intervalos.
    O investimento feito, foi , sem dúvidas, causador da atual popularidade dessa rede no estado pois houve uma melhora de fato, na transmissão das informações. No entanto, meu questionamento fica no fato de que se propaga essa cultura do consumo ( já conhecida das redes convencionais) nas tvs públicas, o que me parece algo contraditório.
    Espero que a TVE de vocês tenham um caminho alternativo.
    Um abraço

  2. Cabe lembrar que o “tal governador do estado”, foi ELEITO democráticamente. A TV Educativa do Paraná, que é administrada pelo estado, deve ser mais “isenta” e “imparcial” que as redes privadas? Muitas vezes a TV do estado é o único veículo da mídia eletrônica para se apresentar o “outro lado dos fatos”.
    Não sinto simpatias pelo Requião, mas nesse assunto concordo com ele.
    Vejamos se o Jô, que sempre se manifesta CONTRA toda e qualquer forma de censura (especialmente quando se reclama dos conteúdos da Globo) se manifestará favorável a esse tipo de censura, quando voltar de suas prolongadas férias.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s