Arte em Porto Alegre

Em tempos de Bienal do Mercosul, é importante lembrar a mobilização de um grupo de artistas de Porto Alegre que resultou na criação do projeto Essa PoA É Boa, mostra de artes que acontece na Capital entre os dias 30 de agosto e 2 de dezembro e que ocupa um espaço de 3,4 mil m² de um galpão da antiga fábrica da Renner, no Shopping DC Navegantes. A artista plástica Zorávia Bettiol, já em junho deste ano, convidou-me a conhecer e participar do seu grupo, o R-ECOnstruindo a vida, formado por artistas e arte-educadores que realizarão uma série de eventos tendo como fio condutor a ecologia. Zorávia é uma das mais reconhecidas artistas gaúchas na atualidade, e a afinidade com as questões ambientais não é de agora. Na década de 70, foi ativista da Associação Democrática Feminina Gaúcha (ADFG), juntamente com Magda Renner, tendo atuado também na Associação Gaúcha de Proteção ao Ambiente Natural (Agapan), ao lado de Lutzenberger e Augusto Carneiro. O desligamento dos movimentos ambientais aconteceu na década de 80, quando morou por um período na cidade de São Paulo. Porém, a natureza e o meio ambiente nunca deixaram de estar presentes na sua arte.

Com curadoria de Blanca Brittes e Paulo Gomes, Essa PoA É Boa é um evento paralelo à Bienal do Mercosul e tem o privilégio de trazer ao público gaúcho o trabalho conjunto de 224 artistas plásticos da Capital, divididos em 12 grupos de temáticas diferentes. Assim como o grupo de Zorávia traz a ecologia em suas obras, a preocupação com o meio ambiente também permeia o projeto Jardim Móvel, que tem como âncora a artista plástica Maria Tomaselli. O projeto questiona qual é a importância de um jardim nos dias conturbados de hoje – seja o jardim público, seja o jardim de um colégio, seja até mesmo uma praça. O jardim contém a idéia de centro, de concentração, de dedicação, de contemplação, de saudade da unidade perdida.

Nesse sentido, como a beleza da arte proporcionada pela natureza é algo acessível a todos, cabe lembrar que os grupos que fazem parte do projeto doarão as suas obras para que embelezem o bairro Navegantes, em locais ainda a serem definidos. Gerido com recursos próprios e mostrando uma programação intensa, contando com apresentações musicais, oficinas e palestras, Essa PoA É Boa poderá ser visitado pelo público de terças a sábados, a partir do meio-dia, e nos domingos e nos feriados, das 10h às 20h. Vale a pena conferir.

(Artigo também publicado no jornal Correio do Povo do dia 30/08/2007)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s