O que é Biochip?

Assisti há algum tempo aos programas Alternativa Saúde do canal GNT, e Almanaque da Globo News. Ambos traziam reportagens com a professora Ana Branco, do Departamento de Artes e Design da PUC – Rio. Depois, em viagem ao Rio de Janeiro, fui até o Campus da PUC, onde ela coordena a Convivência com o BioChip, para conhecer mais de perto seu trabalho. Atualmente, entre pesquisas e viagens, Ana Branco ministra a disciplina “Planejamento, Projeto e Desenvolvimento de Produtos em Desenho industrial”.

Mas o que é BioChip? De acordo com a própria professora Ana, BioChip é um grupo de estudo e pesquisa, que investiga as cores e a recuperação das informações presentes nos modelos vivos: hortaliças, sementes e frutos. A pesquisa BioChip encontra ressonância e analogia com a prática da Agricultura Ecológica em relação à Terra. Na agricultura convencional, quando uma lagarta come uma planta, ataca-se a lagarta para se defender a planta. Na prática ecológica, ao invés de se agir diretamente na planta, o que é trabalhado é a terra, o ecossistema, a base onde a planta busca nutrientes. Quando o solo também está vivo, a planta pode buscar seus nutrientes com um mínimo de esforço, absorvendo nutrientes, já decompostos pelo metabolismo da terra. A diversidade das sementes não somente colabora com a alcalinização como amplia as possibilidades de troca. Da mesma maneira, nosso corpo pode ser considerado um latifúndio, alcalinizado e reconectado através da revitalização e da recepção de informações que se ampliam diante da biodiversidade da vida, quando ingerimos alimentos vivos. As sementes, hortaliças e frutos crus, como são encontrados na natureza, são concentrados vivos de informações armazenadas – “biochip”.

Agora, a Fundação Gaia traz a professora Ana Branco para o Rincão Gaia nos dias 16 e 17 de setembro para apresentação da pesquisa “Convivência com o Biochip”, demonstração da germinação de sementes e extração da clorofila; produção do “Suco da Luz do Sol” e “desenho coletivo com frutas e sementes pré-germinadas”. Oportunidade única no RS.

(Artigo também publicado no Jornal do Comércio de Porto Alegre no dia 14/09/2006)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s